Empresa brasileira cria processo inovador, que permitirá a reciclagem de cerca de 1 mil quilos de resíduos de filtros de óleo usados, por hora. Em uma década, a Mazola Ambiental já contribuiu para a destinação final ambientalmente correta de mais de 70 mil toneladas de diversos materiais.

A Mazola Ambiental, especialista na gestão de resíduos, desenvolveu um processo inédito para a reciclagem de filtros de óleo usados no Brasil. O anúncio acontece na mesma ocasião em que a empresa brasileira completa 25 anos de atuação no tratamento, reaproveitamento e na destinação correta de materiais em prol da preservação do meio ambiente. Somente na última década, a Mazola Ambiental contribuiu para a destinação final ambientalmente correta de mais de 70 mil toneladas de resíduos provenientes de pneus, baterias, ferro e outros.

A Mazola se destaca por seu pioneirismo na criação de sistemas de controle de poluentes. “O compromisso com o meio ambiente e um futuro sustentável faz parte da nossa filosofia. Já trabalhávamos com a reciclagem de algumas unidades de filtros de óleo usados, mas o desafio foi criar um processo inovador para o mercado brasileiro capaz de realizar o tratamento de grandes volumes”, disse Marcelo Alvarenga, diretor de operações da Mazola Ambiental. “Antes, tínhamos capacidade para receber e processar cerca de 500 quilos de resíduos de filtros de óleo usados, por semana. Com o novo processo, chegaremos a 1 mil quilos tratados por hora”, apontou.

Marcelo explicou que a obrigatoriedade da reciclagem de filtros de óleo usados, já é realidade em algumas localidades no país. De acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Filtros e seus Sistemas Automotivos Industriais (Abrafiltros), a meta até 2019 é reciclar 22% dos filtros comercializados no Estado de São Paulo, o que deverá resultar em mais de 7,7 milhões de filtros de óleo lubrificante automotivo reciclados no período. Da mesma forma, as Secretarias do Meio Ambiente em conjunto com as respectivas autarquias dos Estados do Espírito Santo e Paraná elaboraram um termo de compromisso para a gestão de resíduos de produtos com setores que têm significativo impacto ambiental, dentre eles o filtro do óleo lubrificante automotivo.

Para a coleta dos filtros de óleo usados no mercado, a Mazola Ambiental possui uma equipe dedicada a essa tarefa. Uma vez recolhidos em todo o país, através de suas filiais e parceiros logísticos estratégicos, os filtros são encaminhados para a sede da empresa em Valinhos (interior do Estado de São Paulo), onde um equipamento inovador faz o processamento e a separação do ferro, papel e óleo. Cada resíduo é, então, devidamente reciclado ou destinado corretamente no meio ambiente.

Com experiência de anos em reciclagem e logística reversa, outros materiais recolhidos pela Mazola Ambiental passam por tratamentos específicos, de acordo com a sua composição. “Investimos no planejamento, adequação da estrutura logística e no treinamento de profissionais para continuar gerando inovações. Colocamos em prática tudo o que foi previsto, para que cada detalhe do processo amplie a eficiência da atividade e, assim, contribua para o controle de poluentes no meio ambiente”, completou Alvarenga.

Sobre a Mazola Ambiental

A Mazola Ambiental é uma empresa brasileira e especialista na gestão de resíduos. Iniciou suas atividades em 1991, atuando na reciclagem e no reaproveitamento de pneus. Desde então, a empresa sempre esteve à frente no desenvolvimento das melhores práticas de tratamento, reaproveitamento e destinação correta de materiais da cadeia produtiva para diversas indústrias. Hoje, a Mazola Ambiental tem capacidade para o processamento e a destinação final ambientalmente correta de cerca de 9 mil toneladas de materiais, incluindo pneus, baterias, ferro, filtros de ar e óleo, entre outros. A empresa possui sede em Valinhos (SP) e filiais em Canoas (RS) e Rio de Janeiro (RJ). Para mais informações, acesse: http://www.mazolaambiental.com.br

713 View