Especialista na gestão de resíduos, a empresa já contribuiu para a destinação final ambientalmente correta de mais de 70 mil toneladas de materiais, nos últimos 10 anos. Um volume que cresce a cada ano, minimizando os riscos de poluição no meio ambiente.

Cada vez mais, a responsabilidade ambiental é vista como prioridade pelas empresas do setor automotivo. Com sede na cidade de Valinhos (SP) e filiais em Curitiba (PR) e Canoas (RS), a Mazola Ambiental oferece expertise e infraestrutura completa para ajudar distribuidores, oficinas mecânicas, reparadores, centros automotivos e usuários, na difícil tarefa da logística reversa e destinação correta de resíduos de peças usadas da cadeia automotiva.

“Oferecemos serviços de logística reversa por todo o país, com mais intensidade nas regiões sul e sudeste. Nos últimos 10 anos, a Mazola Ambiental já contribuiu para a destinação final ambientalmente correta de mais de 70 mil toneladas de materiais, incluindo pneus, baterias, ferro, filtros de ar e óleo, entre outros. Também nos tornamos especialistas na coleta de peças usadas de veículos de transporte para atender, especialmente, os fabricantes com foco na remanufatura”, destaca Marcelo Alvarenga, diretor de operações da Mazola Ambiental.

Com capacidade atual para processar cerca de 9 mil toneladas por ano, Marcelo conta que a missão da empresa também é recuperar peças usadas no mercado e retorná-las ao seu fabricante de origem para a remanufatura – um processo feito só por quem detém o conhecimento da tecnologia, ou seja, o fabricante original.

Hoje, a Mazola Ambiental possui parcerias com diversos fabricantes de autopeças. “Prestamos um serviço customizado, procurando entender a fundo como funciona o processo de cada fábrica. Trabalhamos em parceria com o fabricante, unindo forças na busca e coleta de peças usadas no mercado, consideradas matérias-primas na remanufatura. Além da coleta, colaboramos para o descarte correto dos resíduos e itens não mais utilizáveis, identificados nesse processo. Nossa meta é ajudar as fábricas a dobrar a sua capacidade de remanufatura. No último ano, por exemplo, registramos um aumento de 100% na coleta do volume de peças usadas para um de nossos clientes. O resultado contribuiu para aumentar as ações de sustentabilidade do fabricante, que também pode atender a um número maior de usuários”, completa.

É preciso ter conhecimento específico e certificações do mercado para realizar a logística reversa e os serviços de coleta, tratamento e reaproveitamento de materiais.

A Mazola Ambiental é certificada nas normas ISO 9001 e ISO 14001, o que garante o seu comprometimento com a qualidade e o meio ambiente. Marcelo alerta que é preciso capacitação para o manuseio adequado do casco (peça usada). “O casco pode conter óleo e outros resíduos com riscos de poluir o meio ambiente. Daí, a importância de retornar o componente ao seu fabricante original. Neste âmbito, a Mazola Ambiental possui todas as licenças de armazenamento, transporte e rastreabilidade para esses materiais”, ressalta Marcelo. A empresa tem planos de investir na ampliação da sua estrutura, com vista no aumento de 20% do volume de materiais coletados e tratados até o final de 2016. Para saber mais como funciona os serviços de logística reversa de peças usadas oferecidos pela Mazola Ambiental, basta acessar www.mazolaambiental.com.br.

635 View